17.4 C
Gaspar
23/10/2121

Justiça nega Lockdown mas exige medidas para garantir a saúde dos catarinenses

Com informações do ND+, veja abaixo a decisão do juiz Jeferson Zanini, da 1ª Vara da Fazenda Pública da Capital, sobre o pedido de lockdown total formulado pelo Ministério Público de Santa Catarina e Defensoria Pública Estadual.

Ele não decretou o lockdown total de 14 dias contínuos, adotou posição de cautela. O juiz deferiu o pedido em parte, determinando o restabelecimento do Centro de Operações de Emergências em Saúde-(Coesc), da Secretaria da Saúde, além da implementação em 24 horas de medidas de transparência sobre os leitos de UTI.

Confira a decisão:

1. Isto posto, defiro parcialmente o pedido de tutela provisória deduzido nesta ação civil pública (CPC, art. 300 c/c Lei n. 7.347/1985, art. 12), para o fim de impor ao Estado de Santa Catarina o cumprimento das seguintes obrigações de fazer:

(i) restabelecer, no prazo de 24h, a contar da intimação da Procuradoria-Geral do Estado, o regular funcionamento do Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES) como instância técnico-científica e como órgão deliberativo acerca das ações de enfrentamento da pandemia (Decreto estadual n. 562/2020, art. 3º), mantida a mesma constituição dos representantes listados no art. 2º da Portaria SES n. 179/2020;

(ii) submeter à prévia deliberação do COES, a partir da intimação da Procuradoria-Geral do Estado, todas as ações e planos que envolvam: (a) imposição de medidas sanitárias restritivas; (b) autorização para a retomada das atividades sociais e econômicas; e (c) alteração na Matriz de Avaliação de Risco Potencial Regional;

(iii) implementar, no prazo de 24h, a começar no momento da comunicação formal do Secretário de Estado da Saúde, as deliberações do COES que recomendarem a imposição de medidas sanitárias restritivas e a flexibilização da retomada das atividades sociais e econômicas;

(iv) levar à apreciação e à deliberação do COES, no prazo de 48h, computado a partir da intimação da Procuradoria-Geral do Estado, o pedido de decretação de lockdown deduzido nesta Ação Civil Pública – e que também foi recomendado pelo Tribunal de Contas do Estado -, assim como implementar, no prazo de 24h após a conclusão da reunião do COES, as medidas sanitárias restritivas que sejam recomendadas por aquele colegiado, mediante a edição dos normativos correspondentes;

(v) instituir, no prazo de 5 dias, a datar da intimação da Procuradoria-Geral do Estado, a divulgação das listas de espera por leitos de UTI e de enfermaria dos pacientes infectados com a Covid-19 no sítio eletrônico oficial do Novo Coronavírus ou da home page destinada ao cumprimento da Lei estadual n. 17.066/2017, com a atualização a cada período de 24h, observada a diretriz encartada no art. 2º dessa citada norma.

Nesse momento, com a finalidade de garantir o fiel cumprimento das obrigações, e conforme autorizam os arts. 297 e 536 do CPC, arbitro multa pecuniária no valor diário de R$ 50.000,00 para o caso de descumprimento desta decisão, não descartando a adoção de outras medidas em caso de inexecução. 

Diante das responsabilidades do Governador e do Secretário de Estado da Saúde pelo fiel cumprimento das obrigações acima estipuladas, desde logo promovo o direcionamento das astreintes as suas pessoas e advirto que a omissão tem a potencialidade de configurar a prática de crime de responsabilidade (Lei n. 1.079/1950, art. 12) e de ato de improbidade administrativa (Lei n. 8.429/1992, art. 11, II). 

Ainda, com esteio no art. 139, IV, do CPC, asseguro aos representantes do Ministério Público e da Defensoria Pública a prerrogativa de acompanharem as reuniões do COES. Caberá ao Secretário de Estado da Saúde dar ciência prévia ao MPSC e à DPE/SC acerca da data, horário e local dos encontros, com antecedência mínima de 12h, pelo meio mais expedito de comunicação.

Promova-se a intimação do Estado de Santa Catarina pelo endereço eletrônico judicial@pge.sc.gov.br, conforme determina a Portaria GAB/PGE n. 008/2021, publicada no Diário Oficial do Estado de Santa Catarina n. 21.463, em 22/2/2021.

Nos termos do art. 7º, II, da Resolução Conjunta GP/CGJ n. 7/2021, determino a expedição e a distribuição, em regime de plantão, dos mandados de intimação pessoal do Governador do Estado de Santa Catarina e do Secretário de Estado da Saúde para o cumprimento desta decisão.

2. Comunique-se à Corregedoria-Geral da Justiça, na forma do item “b” da Circular CGJ n. 153/2020.

3. Relego a apreciação dos pedidos de ingresso no feito para empós o exame do pedido de tutela provisória

Assim, cumpridos os mandados necessários, retornem os autos conclusos na fila CONCLUSO1.

4. Cite-se o Estado de Santa Catarina para oferecer contestação em 30 dias (CPC, art. 335, caput, c/c art. 183).

5. Em seguida, intimem-se os autores para apresentarem réplica no prazo legal (CPC, art. 351 c/c art. 180).

Intimem-se.”

Notícias Relacionadas

Passarela da ponte da Rua DR. Nereu Ramos será interditada para obra de revitalização

Neste sábado, dia 22, iniciam as obras na Passarela da Ponte que dá acesso Rua DR. Nereu Ramos ao lado do Posto Julinho no...

Gaspar adere a Semana Lixo Zero com ações junto a comunidade

O município de Gaspar aderiu, pela primeira vez, ao movimento Semana Lixo Zero. Em todo o Brasil ações em prol de um mundo mais...

Programa de regularização de moradias vai beneficiar 250 lotes na Lagoa

A Secretaria de Planejamento Territorial e Diretoria de Habitação segue com o programa Gehab – Gestão Habitacional de Regularizações Fundiárias no município. Nesta quarta-feira,...
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Passarela da ponte da Rua DR. Nereu Ramos será interditada para obra de revitalização

Neste sábado, dia 22, iniciam as obras na Passarela da Ponte que dá acesso Rua DR. Nereu Ramos ao lado do Posto Julinho no...

Gaspar adere a Semana Lixo Zero com ações junto a comunidade

O município de Gaspar aderiu, pela primeira vez, ao movimento Semana Lixo Zero. Em todo o Brasil ações em prol de um mundo mais...

Programa de regularização de moradias vai beneficiar 250 lotes na Lagoa

A Secretaria de Planejamento Territorial e Diretoria de Habitação segue com o programa Gehab – Gestão Habitacional de Regularizações Fundiárias no município. Nesta quarta-feira,...

Ministro da Cidadania anuncia Auxílio Brasil a partir de novembro

O ministro da Cidadania, João Roma, confirmou na tarde desta quarta-feira (20) que o Auxílio Brasil começa a ser pago no mês de novembro...

Profissionais da educação serão capacitados para atender primeiros socorros

A Secretaria de Educação de Gaspar inicia uma série de capacitações e orientações com o Corpo de Bombeiros e profissionais da Secretaria de Saúde....
Envie uma mensagem!
Envie uma mensagem!