18.9 C
Gaspar
16/10/2121

Santa Catarina registra pelo terceiro mês consecutivo a menor taxa de desocupação do país

Santa Catarina continua com índices acima da média nacional em relação ao emprego. O estado catarinense, pelo terceiro mês consecutivo, registrou a menor taxa de desocupação do país (8,2%) em agosto, enquanto o Brasil registrou 13,6%. Em julho, o Estado já havia apresentado um recuo de 0,2 pontos percentuais (8,4%), se comparado com junho (8,6%). Os dados foram divulgados nesta quarta-feira, 23, na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD-Covid19), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O governador Carlos Moisés destaca que o resultado demonstra a força da cadeia produtiva catarinense que, embora esteja enfrentando as mesmas dificuldades que atingem todos os estados, vem apresentando uma recuperação diferenciada.

“Desde o início da pandemia o Governo do Estado atuou simultaneamente na preservação da vida e no apoio aos setores produtivos. Junto com as entidades representativas dos mais diversos setores, não medimos esforços para construir o caminho para esse cenário favorável”, disse.

“Santa Catarina mantém o menor índice de desemprego do país, pelo terceiro mês consecutivo. Os números comprovam o resultado do trabalho que vem sendo feito e mostram a força da retomada econômica no Estado. Somos peças nessa grande engrenagem que converge no propósito de fortalecer ações que gerem desenvolvimento, renda e principalmente, emprego para as pessoas. Continuamos atuando na construção de políticas de estado perenes, formando uma espiral de prosperidade, esperança e confiança”, destaca o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Rogério Siqueira.

Em relação a pessoas ocupadas na informalidade, Santa Catarina também sustenta o menor percentual entre os estados, 20,3%, mesmo apontando um crescimento de 0,2 pontos percentuais em relação a julho (20,1%). Já no país, a taxa de informalidade foi de 33,9%.

Importante destacar que, são consideradas na pesquisa como pessoas ocupadas na informalidade, aquelas empregadas do setor privado ou trabalhador doméstico sem carteira assinada, empregador e trabalhador que operam por conta própria e que não contribuem para o INSS e trabalhador não remunerado em ajuda a morador do domicílio ou parente.

“Os dados divulgados pela pesquisa PNAD-Covid19 de agosto confirmam, em grande parte, o que a gente vem observando em outros setores econômicos. Vários segmentos produtivos da indústria, do comércio e serviços vêm mostrando nestes últimos meses uma recuperação consistente, além de outros dados como emprego e arrecadação, tudo evolui no mesmo sentido de retomada econômica. Esperamos que os números sigam esta tendência de recuperação e que, muito logo, o Estado possa atingir os níveis de ocupação, de atividade econômica e produção, observados no período pré-pandemia”, enfatiza o economista da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), Paulo Zoldan.

Quando se trata da população fora da força de trabalho, Santa Catarina teve o menor percentual entre todos os estados e o único abaixo de 10%. O Estado registrou 9%, dentre as 2,25 milhões que não estavam ocupadas e não procuraram trabalho por conta da pandemia ou por falta de trabalho na localidade, mas gostariam de trabalhar. Um recuo de 0,9 pontos percentuais em relação a julho (9,8%). No Brasil, o percentual foi de 23,3%, mais que o dobro do catarinense.

Rendimento médio real
A PNAD-Covid19 apontou ainda que Santa Catarina obteve o 6º maior rendimento normalmente recebido, R$ 2.470, R$ 9 a menos que em julho. E também registrou o 5º maior rendimento efetivamente recebido entre os estados em agosto, R$ 2.294, o que representa R$ 63 a mais que em julho.

Auxílio Emergencial
A proporção de domicílios que receberam algum auxílio emergencial também foi o menor do país, 24,8% em agosto, com valor médio de benefício em R$ 786,00. O percentual subiu 0,3 pontos percentuais em relação a julho (24,5%) e 1,0 em relação a junho (23,8%).

Notícias Relacionadas

Carro capota em Ilhota e duas pessoas são levadas ao Hospital

Um capotamento ocorrido por volta de 04hs da madrugada deste sábado na Rodovia Jorge Lacerda movimentou os Bombeiros Voluntários de Ilhota. O acidente envolveu um...

Postos de Saúde estarão abertos neste sábado para atualização de vacinas e atendimento de mulheres em alusão ao Outubro Rosa

O Dia D da Campanha Nacional de Multivacinação 2021 ocorre neste sábado, das 8h às 17h, além disso, para as mulheres, haverá coleta de...

Jovem tem dedo prensado em máquina no Gasparinho

Mais um acidente de trabalho foi registrado em Gaspar nesta quinta-feira dia 14 de outubro, um jovem de 19 anos teve o seu dedo...
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Carro capota em Ilhota e duas pessoas são levadas ao Hospital

Um capotamento ocorrido por volta de 04hs da madrugada deste sábado na Rodovia Jorge Lacerda movimentou os Bombeiros Voluntários de Ilhota. O acidente envolveu um...

Postos de Saúde estarão abertos neste sábado para atualização de vacinas e atendimento de mulheres em alusão ao Outubro Rosa

O Dia D da Campanha Nacional de Multivacinação 2021 ocorre neste sábado, das 8h às 17h, além disso, para as mulheres, haverá coleta de...

Jovem tem dedo prensado em máquina no Gasparinho

Mais um acidente de trabalho foi registrado em Gaspar nesta quinta-feira dia 14 de outubro, um jovem de 19 anos teve o seu dedo...

Coronavírus: 80% da população Gasparense já foi vacinada com pelo menos uma dose

Gaspar atingiu a marca de 80% da população adulta vacinada com, pelo menos, uma dose da vacina contra a COVID-19. Desses, mais de 60%...

Homem sofre queda de telhado e é levado ao Hospital de gaspar

Um homem de 60 anos de idade ficou ferido após sofrer uma queda de um telhado, tudo aconteceu na rua Frei Solano no Gasparinho...
Envie uma mensagem!
Envie uma mensagem!