A Secretaria de Saúde e a Direção Geral de Vigilância em Saúde de Gaspar irão realizar entre os dias 30 de novembro a 5 de dezembro, a semana de mobilização do controle e prevenção da Aedes aegypti. Nesses dias as equipes do Programa de Controle da Dengue intensificarão os trabalhos. Até o momento, foram encontrados 26 focos do mosquito no município.

Os agentes de combates a endemias trabalham na delimitação do foco em um raio de 300 metros para vistoriar os locais onde os mosquitos podem se reproduzir. Cerca de 30 dias após o foco ser localizado, os fiscais voltam ao local para repetir o processo. As casas que não tiverem ninguém para atender durante a semana serão visitadas aos sábados. É importante lembrar que os profissionais da Prefeitura de Gaspar estarão devidamente uniformizados e identificados com colete e crachá.

De acordo com a Diretoria de Vigilância Epidemiológica – DIVE/SC, o número de casos registrados em 2020, foi de 11 mil casos, autóctones, ou seja, com transmissão dentro do território estadual. Esse é um dos maiores registro de casos no estado.

Atuação dos agentes de combate à dengue

Gaspar conta com cinco agentes de combate à dengue. Eles montam armadilhas a cada 100 imóveis ou 200 metros, tendo mais de 300 armadilhas espalhadas pela cidade. O controle é feito semanalmente e em locais estratégicos a cada 14 dias. Esses pontos são cemitérios, ferros velhos, borracharias, material de construção, locais com acúmulo de água, depósito de recicláveis, floriculturas e etc.. As vistorias são feitas a cada sete dias.

Medidas de prevenção e combate ao Aedes aegypti

O período do ano com maior incidência de focos do mosquito são os meses mais chuvosos de cada região, é importante manter a higiene e evitar água parada todos os dias, pois os ovos do mosquito podem sobreviver por um ano até encontrar as melhores condições para se desenvolver. A maior parte dos focos do mosquito está nos domicílios, assim as medidas preventivas envolvem o próprio quintal e também os dos vizinhos. São algumas delas:

Manter bem tampado tonéis, caixas, barris de água e lixeiras;Lavar semanalmente com água e sabão tanques utilizados para armazenar água;Remover galhos e folhas de calhas;Não deixar água acumulada sobre a laje;Encher pratinhos de vasos com areia até a borda ou lavá-los uma vez por semana;Trocar água dos vasos e plantas aquáticas uma vez por semana;Colocar lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas;Fechar bem os sacos de lixo e não deixar ao alcance de animais;Manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo;Acondicionar pneus em locais cobertos;Fazer sempre manutenção de piscinas;Tampar ralos;- Colocar areia nos cacos de vidro de muros ou cimento;Não deixar água acumulada em folhas secas e tampinhas de garrafas;Dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em vasos sanitários pouco usados e mantenha a tampa sempre fechada;Limpar sempre a bandeja do ar condicionado;Lonas para cobrir materiais de construção devem estar sempre bem esticadas para não acumular água;Catar sacos plásticos e lixo do quintal;Lave com escova os potes de comida e de água dos animais, no mínimo uma vez por semana.